Reportagens Relacionadas

Loading...

sábado, 9 de janeiro de 2010

Propriedades do chá verde

Não podemos deixar de reservar um espaço de destaque para o chá verde, também conhecido como banchá, já que a ciência vem comprovando suas propriedades terapêuticas e cosméticas. Esse chá é rico em flavonóides, substâncias antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento celular precoce.
A prevenção de câncer promovida pelo chá verde é atribuída aos flavonóides e às catequinas, que têm a capacidade de bloquear as alterações celulares que originam os tumores. Além de conter manganês, potássio, ácido fólico e as vitaminas C, K, B1 e B2, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, já que os estudos associam o consumo diário deste chá a uma diminuição dos níveis sangüíneos de LDL, que é a fração ruim do colesterol, e à melhora das condições das artérias.

E os benefícios para a pele? Estudos recentes descobriram que o chá verde em creme melhora o sistema de defesa das células contra os raios ultravioleta do tipo B. Ao reduzir a inflamação causada por essa radiação, aumentaria a proteção contra o câncer de pele. Além disso, a planta do chá verde (Camellia sinensis) é rica em tanino, que também possui propriedades anti-sépticas e adstringentes, podendo ser indicada para limpeza de peles oleosas.

Ainda não comentamos um efeito muito bem-vindo do chá verde. Ele é considerado termogênico, ou seja, acelera o metabolismo ajudando a queimar a gordura corporal.

Mais informação

Parece estranho pensar que a solução para muitos de nossos problemas relacionados ao bem-estar e a qualidade de vida possa ser encontrada em uma xícara de chá verde. Mas é isso o que garantem os estudiosos e profissionais da medicina homeopata e chinesa, terapeutas holísticos e também alguns pesquisadores da medicina alopata. O chá verde tem princípios ativos que fazem dele um poderoso aliado no combate aos radicais livres, ao colesterol total e até, pasmem: aos quilinhos a mais!

Mas os poderes terapêuticos do chá verde, também conhecido como banchá, não param por aí. Preparado adequadamente, o chá verde é capaz de melhorar muito sua vida. A tendência tem sido buscar no passado, maneiras de encontrar o bem-estar e a paz por meio do conhecimento que o homem adquiriu sobre a natureza. Tantas mudanças no estilo de vida do ser humano nos obriga a olhar para trás e buscar uma maior aproximação com a natureza e seus elementos.

O corpo humano possui um processo anti-oxidante natural, ou seja, de neutralizar tais radicais livres. Mas o que acontece é que nosso corpo simplesmente não dá conta de combater o excesso de radicais livres produzidos na idade avançada e ou sob condições semelhantes às citadas a cima.

“E é ai que entra o chá verde”, diz o médico Frederico Berardo, “vamos buscar na natureza os anti-oxidantes que nosso corpo não dá conta de produzir”, conclui. Além de melhorar a qualidade de vida no processo de envelhecimento, o chá verde combate o estresse, auxilia no tratamento do colesterol e inibe os níveis de leptina no sangue - enzima que favorece a absorção de gordura – portanto age como um importante coadjuvante no emagrecimento.

Para ficar atenta:
O médico acupunturista Norvan Martino Leite alerta ainda para a quantidade máxima que deve ser ingerida do chá por dia: 1,5 gramas. Tomado em excesso, o chá pode causar irritabilidade, insônia, tontura e palpitação devido presença de cafeína.

“A contra-indicação do chá verde, principalmente o chá preto, é a cafeína” diz o acupunturista, segundo ele, o limite de quantidade precisa ser respeitado principalmente no caso do chá preto. Já o chá verde, por passar por um processo com vapor que tira a cafeína, não tem restrições rígidas, desde que de boa procedência.

Prepare seu chá verde
O doutor Frederico A. N. Berardo nos ensinou a maneira correta de preparar o chá de modo que se preservem os princípios ativos da planta. O chá deve ser feito com folhas frescas da planta ou ainda com o chá seco, vendido em saquinhos nas farmácias de manipulação. Ele chama atenção para a necessidade de ficar atento a procedência do chá, que deve ser consumido em farmácias de manipulação e distribuidores certificadamente idôneos.

ferva a água sem nada;
desligue o fogo;
só depois de desligar o fogo, jogar as folhas;
abafa e deixa coberto de 5 a 10 minutos;
seu chá está pronto!

O doutor Frederico A. N. Berardo não vê problemas em adoçar o chá, mas orienta o uso do mel ou ainda do açúcar mascavo por serem naturais e não prejudicarem a saúde como o açúcar refinado. É possível ainda misturar o chá com um chá de camomila, por exemplo, fazendo um chá misto. Ele pode ainda ser bebido gelado. Só não vale chá industrializado de saquinho, eles perdem os princípios ativos na manufatura.



http://delas.ig.com.br/materias/318501-319000/318703/318703_1.html

Nenhum comentário: