quinta-feira, 20 de maio de 2010

Endometriose Combata esse mal!

Endometriose Combata esse mal!


A endometriose acomete cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva e é sinônimo de dor, desconforto e até mesmo de infertilidade. A doença consiste na presença de tecido endometrial (camada que reveste o útero) fora da cavidade uterina, como nos ovários, tubas, peritônio pélvico, ligamentos e até mesmo na bexiga, nos ureteres e no intestino grosso.

O que poucas pessoas sabem é o poder que uma alimentação adequada tem no combate a esse mal. Estudiosos do assunto têm concordado que uma dieta balanceada, rica em vitaminas e minerais, pode prevenir a endometriose, bem como apoiar o seu tratamento.

As vitaminas do complexo B, por exemplo, são imprescindíveis à manutenção de adequados níveis de saturação das enzimas e do bom funcionamento das glândulas endócrinas, produtoras de hormônios. A endometriose guarda estreita relação com os níveis excessivos de hormônios sexuais, que contribuem para o aumento do fluxo menstrual. Assim, as vitaminas do complexo B, junto com colina e inositol, desempenham papel vital na degradação do excesso de estrogênio.

Por outro lado, estudos têm demonstrado que a Vitamina C, se combinada com bioflavonóides e um preparado de enzimas proteolíticas (as quais digerem moléculas protéicas), exerce potentes ações antiinflamatórias e analgésicas, importantes para o alívio dos severos sintomas da endometriose e o melhor: não apresentam efeitos colaterais

A administração de ácidos graxos poli-insaturados, por exemplo, tais como óleo de linhaça, de prímula ou de fígado de bacalhau, ricos em ômega 6, são fundamentais para organizar a família das prostaglandinas (substâncias que causam dor e inflamação).
O uso de ácidos graxos poli-insaturados é importante, sobretudo nas mulheres que se alimentam inadequadamente privando-se de fontes naturais, como os peixes de água gelada ou cereais integrais.

A alimentação ideal deve priorizar a ingestão de generosas porções de frutas, legumes e hortaliças, cereais integrais, peixes e carne magra. Deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em farinha refinada, desprovidos de minerais essenciais e contendo elevado teor calórico.

A ingestão de açúcar, contido em doces, bolos, bolachas, tortas, etc, deve ser em menores quantidades e bastante cautelosa, uma vez que esse açúcar é fonte geradora de aumento de peso e desequilíbrio da relação insulina/ glicose. Além de evitar produtos industrializados e que contenham conservantes, nem um pouco saudáveis.

Não se deve esquecer de manter a boa hidratação, bebendo pelo menos dois litros de água por dia.
Escrito por Dr. José Bento

www.dr.josebento.com.br

drjosebento@destaquesp.com

2 comentários:

Rosi Dimensional disse...

Olá Nandhara! estou acompanhando o seu blog desde o ano passado e você tem me ajudado muito, tenho endometriose severa e já fiz varias cirurgias, perdi trompas e ovario direito. Mas já faz 4 meses que estou tratando com uma medica que faz fitoterapia chinesa e acupultura e vou ti falarque melhorei muito, tinha tantas dores que rolava na cama e agora já não sofro de dores fortes e minha menstruaçao tem se organizado mais e as vezes tem mes que a menstruçao não desce. Mas fiz o que vc aconselhou tomo suco de melão, quando a menstruaçao vem eu tomo o UXI amarelo e o unha de gato e tudo está melhor para mim, se eu tivesse começado antes com o tratamento alternativo eu teria ficado curada e não teria sofrido tanto. Então quero dizer que façam tudo que for possivel pois as coisas funcionam mesmo.
Abraços
Rosi Fernandes RJ

Nandhara disse...

Olá Rosi estou feliz que os tratamentos já estejam trazendo resultados pra vc, espero conseguir ajudar mais pessoas. Para mim foi muito bom tudo que fiz pois além de tudo consegui fortalecer meu útero e engravidar através de fiv com mioma e tudo.
Bjs guerreiras continuem buscando a cura por que ela existe!