sexta-feira, 27 de julho de 2012

Os perigos de um dieta rica em sal

Tempero correto

Embora muitas pessoas ainda não saibam a diferença entre sal e sódio, é importante saber que não se deve ingerir sal demais... e nem de menos.


Principalmente porque o sódio em excesso pode causar uma série de males à saúde.
E agora há mais uma evidência em favor desse cuidado: o sódio, quando deixa o corpo, leva consigo o cálcio.
E isso abre o caminho para o desenvolvimento de pedras nos rins e osteoporose.
Sódio e cálcio no corpo
A relação epidemiológica já está bem documentada: uma dieta rica em sal está fortemente associada a casos de pedras nos rins e osteoporose.
Mas e o efeito causal? Será que é o excesso de sal que realmente causa essas condições? Se for, isso é feito diretamente ou indiretamente?
Isso era o que Todd Alexander e seus colegas da Universidade de Alberta, no Canadá, queriam descobrir.
E eles descobriram uma importante ligação entre o sódio e o cálcio.
No corpo humano, os dois elementos são regulados pela mesma molécula.
Quando a ingestão do sódio se eleva muito, o corpo cuida de descartar o excesso por meio da urina.
O problema é que, ao fazer isso, o cálcio vai junto.
De vilã a auxiliar
Os problemas começam porque, ao contrário do sódio, o cálcio não estava em excesso.
E ele acaba fazendo falta no organismo, levando ao aparecimento de algumas condições graves, ou eventualmente colaborando para outras.
"Quando o corpo tenta se livrar do sódio pela urina, nossos resultados indicam que ele descarta junto o cálcio," confirma Alexander.
O lado bom da descoberta é que a mesma molécula que leva alhos com bugalhos pela urina - cálcio com sódio - passará a ser estudada como um eventual fármaco para combater a osteoporose e as pedras nos rins.

Nenhum comentário: