sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Medicamento para endometriose já está nas farmácias brasileiras


Novo medicamento para endometriose
chega ao mercado brasileiro

Allurene é a nova aposta dos médicos para tratar a doença que
atinge 6 milhões de mulheres no País



Após mais de 20 anos sem novidades no tratamento da endometriose, chega ao mercado brasileiro o medicamento Allurene (dienogeste), da indústria farmacêutica Bayer HealthCare. Uma única dose diária da droga promete aliviar as incômodas dores associadas à doença e causar poucos efeitos colaterais. 

Atualmente, o medicamento para tratar a endometriose considerado pelos especialistas como “padrão ouro” é chamado de análogo do GnRH, que só pode ser administrado por um período de seis meses e tem como efeitos colaterais risco aumentado de osteoporose, ondas de calor, pele seca e dificuldade para ter relação sexual — sintomas bem parecidos com os do período da menopausa. 

De acordo com ginecologista Dr. Thomas Faustman, chefe da Área Global para assuntos da Mulher na Bayer HealthCare, a dosagem hormonal do novo remédio é muito baixa, por isso causa menos efeitos colaterais. 

— O remédio é de uso contínuo e pode ser administrado em longo prazo. Entre os principais efeitos colaterais podemos destacar dor de cabeça, desconforto nos seios, depressão e alteração do sangramento hormonal. Mesmo assim, foram relatados em poucas pacientes. 

Sobre as contraindicações, o médico ressalta que mulheres com tumor de mama e depressão severa não devem usá-lo. Ainda segundo ele, os testes clínicos mostraram que a dor diminui significativamente nos dois primeiros meses de tratamento. 

O medicamento já está disponível nas farmácias de todo o Brasil no valor de R$ 180,00 (caixa com 28 comprimidos).

fonte:http://noticias.r7.com/saude/noticias/novo-medicamento-para-endometriose-chega-ao-mercado-brasileiro-20120809.html

Um comentário:

ana furtado disse...

Como se deve tomar o allurene?