terça-feira, 16 de julho de 2013

Novas descobertas sobre a causa da endometriose.

Novos descobrimentos sobre a endometriose
Os estudos mais recentes apontam para uma nova possibilidade de que ao confirmar-se a causa da endometriose podem-se abrir novas opções para tratamentos definitivos e, quem sabe, até mesmo para a cura desta doença.
 

Estes estudos, feitos por cientístas da Universidade de Liverpool, revelam que uma enzima poderá ser a responsável pela endometriose: a telomerasa.
Esta enzima é libertada por células no interior do útero nos últimos momentos do ciclo menstrual nas mulheres que sofrem de endometriose. Não se encontra com facilidade no corpo, vive nas capas internas do útero e em algumas células especiais, como as do esperma e as células cancerígenas. A sua influência sobre as células associa-se à capacidade de estas se reproduzirem indefinidamente.
Dharani Hapangama, um dos autores da investigação, explicou que “as células do interior do útero são únicas e podem produzir esta enzima nos primeiros momentos da menstruação. Contudo, as mulheres que padecem de endometriose produzem esta enzima em ambos os momentos do ciclo menstrual. Isto significa que as células continuam a dividir-se e a perder a função de favorecer uma gravidez”.
De acordo com o cientista, a ação prolongada da enzima faz com que o útero se torne mais hóstil e as células, que aparecem na última fase do ciclo menstrual, fiquem mais agressivas e com uma maior capacidade de sobreviverem, de implantarem-se fora do útero e de provocarem dor.


Para realizar o estudo, os científicos ingleses avaliaram 29 mulheres que sofriam de endometriose e outras 27 livres desta doença. A ambos os grupos foram realizadas biopsias do tecido uterino em diferentes fases do ciclo menstrual, com a finalidade de determinar a presença e o comportamento da enzima telomerasa.

O tratamento contra uma doença incurável
O grande problema desta patologia é que não tem uma cura definitiva, daí a importância que tem qualquer descobrimento sobre a sua causa. No entanto, existem muitos tratamentos para diminuir a dor e favorecer uma gravidez.
  • Tratamento para a dor. Se os sintomas são leves pode ser que só sejam necessários analgésicos. Se a mulher quer ficar grávida, os médicos recomendam que vá tentando num período máximo de seis meses. Se não conseguir é porque será necessário um tratamento mais rigoroso.
  • Tratamento hormonal. Este tratamento é mais eficaz quanto menos tumores houverem. Existem várias hormonas usadas para este tratamento, incluindo uma combinação de estrogeneo e progesterona, como as pílulas anticonceptivas, a progesterona, a danocrina (hormona masculina), etc.
As pílulas anticonceptivas controlam o crescimento do tecido que reveste o útero e, frequentemente, diminuem a quantidade do fluxo menstrual. Uma vez que a mulher deixa de tomá-las, volta a sua capacidade de ficar grávida, no entanto, os sintomas da endometriose também podem reaparecer.
A danocrina é o tratamento mais comum. O problema é que as mulheres que seguem este tratamento não podem ficar grávidas pois podem prejudicar o feto.
Os agonistas da gonadotropina evitam que o organismo produza certas hormonas e, deste modo, evitam a menstruação. Sem menstruação o crescimento da endometriose reduz-se ou acaba mesmo. Recomenda-se que as mulheres sigam este tratamento durante seis meses, depois dos quais o corpo começará a ter períodos de novo e poderão voltar a engravidar. O problema é que cerca de metade das mulheres voltam a sofrer de endometriose.
  • Tratamento cirúrgico. Esta é a melhor opção para as mulheres com uma endometriose extensa e que sofrem de dores fortes. Pode-se levar a cabo uma laparoscopia mediante a qual se extraem os tumores e os tecidos afectados. A finalidade é tratar a endometriose sem danificar o tecido saudável que está em volta. A recuperação de uma laparoscopia é muito mais rápida do que numa cirurgia maior, como a laparotomia.
Existe uma série de tratamentos alternativos, cuja eficácia ainda não foi comprovada a cem por cento. Entre outros, a medicina tradicional chinesa, os planeamentos nutricionais (certas medidas dietéticas e a ingestão de alguns nutrientes que ajudam a reduzir o excessivo sangramento menstrual), a hemeopatia e a terapia imunológica.
Como enfrentar a endometriose?
É muito duro aceitar que sofre desta doença para a qual não há uma cura definitiva e que pode afectar a nossa fertilidade. Pode sentir-se triste, ter medo, ficar confusa, etc. Para conseguir superar tudo isto é muito importante receber o apoio de toda a família e aprender tudo o que pode sobre a doença. Para além disto, deve estar atenta aos novos avanços que se vão alcançando, pois podem, a qualquer momento, descobrir um tratamento definitivo. Fale com as pessoas certas acerca daquilo que sente e contacte com outras mulheres que já passaram pelo mesmo.

13 comentários:

daniela disse...

obrigada pelo seu site!

Marcilene Araújo Santos disse...

Faço um tratamento de endometriose e como meu medico brinca comigo e diz sempre que sou um caso raro dele.(kkkkkk),pois tirei o útero e com 5 meses voltou tudo de novo e com mais intensidade. Agora esto fazendo o tratamento com Zoladex,que se toma de 3 em 3 meses e meu médico fará um teste com 3 doses e depois disto farei outra ressonância para ver o resultado, que no nome de Jesus creio que já estou curada. Muitos falam comigo E VOCÊ AINDA SORRI? Mas acho que a situação já é muito difícil, afeta vários pontos da minha vida, mas graças a Deus, tenho outros motivos maiores para olhar de maneira diferente, tenho um Deus Todo Poderoso por mim, q sabe todas as coisas, tenho um marido e um filho que são maravilhosos e me apoiam em todo tempo e ainda minha mãe e minhas irmãs que me ajudam muito e estão sempre ao meu lado.

Anônimo disse...

Faço tratamento já a mais de seis meses com allurene,mas de vez em quando tenho que tomar cuidado com outros tipos de medicamentos que tomo pois já aconteceu de alguns tirarem o efeito do allurene e a menstruação descer e com elas todas as dores também,gostaria de saber quais medicamentos posso e não posso tomar junto com allurene????

josiane disse...

Eu tenho endometriose, porém não sinto dores, é possível? tomo Tamisa 30 sem parar, as vezes quando me sinto e estressada, deixo a menstruação descer e não sinto nada de dor

josiane disse...

Eu tenho endometriose, porém não sinto dores, é possível? tomo Tamisa 30 sem parar, as vezes quando me sinto e estressada, deixo a menstruação descer e não sinto nada de dor

josiane disse...

Eu tenho endometriose, porém não sinto dores, é possível? tomo Tamisa 30 sem parar, as vezes quando me sinto e estressada, deixo a menstruação descer e não sinto nada de dor

Debs Debs disse...

Josiane, eu também tomo o Tamisa 30 sem parar a mais de dois anos e tenho sentido os sintomas da tpm. Quando eu deixo descer a mestruaçao, numa pausa de 4 dias, sinto um grande alívio. As lesões de endometriose desapareceram depois de 3 anos do diagnóstico. Estava doida pra parar de tomar o anticoncepcional, mas o médico disse que todas as lesões vai reaparecer. Estou sem saber o que fazer. Fale cmg pelo e-mail: deboramartins.adv@hotmail.com , vamos trocar experiências. Também não sinto dores... Acho que somos exceção...

Debs Debs disse...

Josiane, eu também tomo o Tamisa 30 sem parar a mais de dois anos e tenho sentido os sintomas da tpm. Quando eu deixo descer a mestruaçao, numa pausa de 4 dias, sinto um grande alívio. As lesões de endometriose desapareceram depois de 3 anos do diagnóstico. Estava doida pra parar de tomar o anticoncepcional, mas o médico disse que todas as lesões vai reaparecer. Estou sem saber o que fazer. Fale cmg pelo e-mail: deboramartins.adv@hotmail.com , vamos trocar experiências. Também não sinto dores... Acho que somos exceção...

Unknown disse...

Fui diagnosticada com endometriose e não sinto dores, é possível? !

Unknown disse...

Fui diagnosticada com endometriose e não sinto dores, é possível? !

Nandhara disse...

Meninas, é possível ter endometriose e não sentir dores. É interessante fazer o CA 125 e o ultrassom com dopller para ver se há focos e onde estão.

Nandhara disse...

Daniela, de nada, eu peço desculpas por não atualizar ou responder com mais frequência.

Marcilene eu tomei zoladex, para mim deu efeitos colaterais muito fortes. Se tiver dúvidas mude de médico.

anônimo Allurene nunca tomei, gostei do q-laira para mim está sendo bom pois a quantidade dehormonios é fraca então não tenho efeitos colaterais. Para saber sobre efeito cruzado de remédios somente indo ao médico gineco.

Josiane e Debbs nunca tomei Tâmisa.Mas a endometriose só pode ser controlada se a menstruação for suspensa.

Anônima disse...

Minha endometriose e grau 4 e meu intestino está todo tomado por ela. Acabei de fazer uma videolaparoscopia e nunca imaginei receber um prognóstico tão ruim. Esperar a endometriose entrar para parte interna do intestino e me parar... Uma contagem regressiva para o fim. Me sinto muito impotente pois todos os tratamentos possíveis eu fiz